Rua Adalgisa Lima 323 | 201 - Cerqueira Lima - Itaúna | MG

(37) 3242-3962 jmaximo@jmaximo.com.br

O que é melhor para uma empresa: a Inovação ou a tradição?

jmaximo rolling business

jmaximo insegurança

O que é melhor para uma empresa a Inovação ou a tradição?

Os fundamentos de controles e de informações, chamadas de básicas ou estruturais ou as novas formas de fazer a gestão com as suas mais variadas, confusas e não definidas formas de atuação?

A Inovação e a competitividade, estão sendo muito festejadas, muito faladas, e muito buscadas nos mercados atualmente, entretanto a grande maioria dos empresários não percebe que para Inovar aquilo que é o básico, o tradicional, o que é considerado como fundamental para o funcionamento da empresa tem que estar perfeito.

Muitos empresários em nome da moda ou do momento do seu ambiente de atuação, falam em Inovar em ser criativo, em fazer diferente, sem considerar que a sua organização precisa e deve estar bem organizada naquilo que é fundamental para a operação correta e lucrativa de seu negócio.  Não é possível inovar, sem que o básico estrutural esteja bem feito, funcional e controlado. A inovação é uma sofisticação da gestão, que permite às empresas se diferenciar em um mercado competitivo, mas para aquelas que têm o básico estrutural de seu operacional garantido.  Isto significa que a Inovação é uma evolução do negócio e não uma característica por si só, que possa ser implementada em toda e qualquer fase da empresa indiscriminadamente.

Por mais fascinante que seja o apelo da criatividade e da Inovação, por uma questão de natureza, biológica mesmo, é uma questão de evolução. A palavra evolução, em si, pressupõe a melhoria, o desenvolvimento, a partir de algo bom já implementado fundamentado e funcionando.

Desta forma existe uma aura de moda que tem acontecido dentro do mercado de gestão, da grande à micro e pequena empresa, alguns termos estão sendo usados de maneira não contextualizada de maneira independente da realidade das empresas e do mercado nacional.

Economia criativa, criatividade em negócios, inovação, a busca da competitividade pela diferenciação, são realidades que precisam ser consideradas no contexto do empresário, da empresa, e do mercado.

Alguns mercados não permitem a criatividade em seus produtos, ou em seus processos e ou serviços, alguns empresários não estão capacitados ou dispostos a desenvolver os esforços necessários para a Inovação e à criatividade, alguns processos de negócio seja pela própria atividade ou seja pela regulação Legal/fiscal não permitem criatividade na sua realização. 

Quando ouvimos a expressão contabilidade criativa, sendo aplicada a este governo Maluco do Brasil tem hoje, não é uma situação para qual deve-se ter alegria, satisfação ou mesmo algum tipo de evolução para nossa sociedade, normalmente significa que foi mudada a regra da interpretação dos dados perante a tolerância da legislação para beneficiar alguma das partes envolvidas, e assim isso não pode ser chamado de criatividade em negócios.

 

Bons negócios!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>